Grupo Espanca dá show com espetáculo incrível mesclando histórias reais do Brasil

O grupo Espanca, de Belo Horizonte, Minas Gerais, se apresenta também hoje quinta-feira (05), após ter tido a estréia em Campo Grande-MS, ontem, quarta-feira (04/04) a , as 19h. “Nós nunca viemos aqui [Campo Grande-MS], está sendo ótimo conhecer vocês”, comentou os integrantes durante bate-papo com o público pós-espetáculo.

Estive por lá e trouxe para vocês um pedacinho do que essa galera vem produzindo com genialidade. Nesse espetáculo Espanca traz para o palco o compilado de 4 histórias reais que retratam fatos que aconteceram no Brasil. De forma visceral o grupo trás a tona com a magia e o desenho inesquecível do teatro uma genialidade cênica de encher os olhos dos espectadores. O espetáculo chamado “REAL”,  e de acordo com o grupo essa é a sétima criação do Espanca.

“É… sentimos muita dor ao contar histórias tão reais, sabendo que aconteceu e acontece em nosso país! Mais sentimos prazer também, em trazer essa discussão em forma de arte”, explica o grupo. DSC07075

No bate-papo os atores falaram da dor de montar um espetáculo com casos que aconteceram no Brasil.

As quatro histórias descrevem de forma bastante viva, os sentimentos de personagens que se envolveram em casos bárbaros, como um homem que perde seu braço, uma mulher que é confundida com uma bruxa e espancada até a morte, a trama ainda passeia pela realidade dos bailes funks e o retrato de uma família devastada pela violência policial.

DSC07052

Atores durante troca de cenário.

Com pequenos intervalos para troca de cenário o espectador ainda é convidado a acompanhar a montagem dos cenários econômicos para cada parte. O espetáculo se inicia em uma sala, com o pai e filhas expostas a ausência da mãe, esse ato é denominado:

– INQUÉRITO: pai e filhas brincam de um jogo de perguntas e respostas enquanto tentam conviver com a morte violenta da mãe que assombra a todos constantemente.

DSC07021

Em seguida em uma sensacional criação o grupo te apresenta um dos textos mais instigantes da obra que narra de forma lúdica a história do rapaz que perde seu braço e espera uma resposta, esse trecho foi denominado:

– O TODO E AS PARTES: um jovem é atropelado e tem seu braço amputado. A velha lei diz que o homem culpado deve ceder um de seus membros à vítima como reparação. O braço arrancado
torna-se o personagem central da trama. (Não fiz foto dessa, vocês precisam ver com os próprios olhos).

O espectador sem dúvida vai querer ver com seus próprios olhos, hoje a noite, esse trecho é simplesmente de “arrepiar”! O grupo trás ao seu público, uma mistura de brincadeiras e danças, que ilustram um baile funk cheio de surpresas , denominado:

– PARADA SERPENTINA: quando um grupo se movimenta, corpos-lixo se amontoam e paralisam cidades maravilhosas. Toda multidão é um “bololô” desgovernado.

DSC07039

O último e talvez, mais dramático, místico e simbólico texto do espetáculo, trás para cena senssações mistas e um desenho de luz que te faz querer dançar, com muito vontade até o fim. Esse trecho é denominado: (Optei também por não fazer foto dessa cena, vocês precisam ver).

– MARÉ: um fluxo sonoro: uma família narra, sob diferentes pontos de vista, a vida na favela onde mora.

O grupo se apresenta hoje, quinta-feira (05/04) as 20h no Teatral Grupo de Risco em Campo Grande-MS e daqui vão para o estado vizinho na Cidade de Cuiabá-MT. O espetáculo conta com intérprete de libras. As entradas custam R$ 10,00 (inteira)   e 5,00
(meia).

FICHA TÉCNICA:

Direção Geral: Gustavo Bones e Marcelo Castro
Equipe de Criação: Alexandre de Sena, Aline Vila Real, Allyson Amaral, Assis Benevenuto, Eduardo Felix, Gláucia Vandeveld, Gustavo Bones, João Filho, Karina Collaço, Leandro Belilo, Marcelo Castro e Michelle Sá
Dramaturgos: Diogo Liberano, Márcio Abreu e Roberto Alvim
Coordenação de Produção: Aristeo Serranegra
Cenografia: Adriano Mattos, Ivie Zappellini e Grupo Arquitetura
Iluminação: Edimar Pinto
Figurino: Gustavo Bones e Helaine Freitas
Projeto Gráfico: Estúdio 45 Jujubas
Fotos: Guto Muniz
Realização: Espanca.
Classificação: 16 anos
Duração: 100 min

 

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s